Pesquisar este blog

terça-feira, 20 de julho de 2010

Irã: três letras e muito assunto!

Quem disse que o mundo é normal?
Semana passada o presidente russo reverbereva ao mundo a "ameaça nuclear iraniana".  Mas eis que, esta semana, segundo o Último Segundo, não só o ministro russo de energia anunciou que serão desenvolvidos amplos projetos energéticos com o Irã (petroquímica, gás, etc), como o presidente Medvedev advertiu que quaisquer tentativas norte-americanas de punir empresas russas que comercializarem com os iranianos, serão rechaçadas.
Ele lembrou que as sanções estabelecidas pela ONU, via CS, permitem que as autoridades executivas superiores podem "autorizar" que as restrições sejam contornadas.
Interessante que esta mudança de posição vêm logo após a China anunciar, nos bastidores, que a resolução da ONU seria aproveitada para ocupar espaços junto ao Irã.
De quebra, o governo de Ahmadinejad afirmou que a Turquia e o Brasil foram desconsiderados no recente e frutrado acordo tripartite.  E ainda, o chanceler Celso Amorim afirmou hoje que o Brasil não pretende se envolver mais diretamente no assunto, exceto se for formalmente convidado, já que o episódio da carta de Obama para Lula ficou mal explicado e muito mais mal concluído. 



****Recomendo a leitura deste artigo, pelo balanço que faz sobre as independências latino-americanas.
http://pbrasil.wordpress.com/2010/07/19/o-saldo-para-america-espanhola-apos-200-anos-de-independencia/
Postar um comentário