Pesquisar este blog

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Situação atual dos equipamentos bélicos da Força Aérea e Marinha do Brasil

 
Angelo D. Nicolaci 08/08/11 06:08

AeronáuticaA frota atual
Mirage 2000
Frota de 12 aeronaves, sendo que duas já foram retiradas de voo. As outras 10 precisam ser desativadas entre 2014 e 2015.
F-5E/F
Frota de 57 aeronaves, sendo que 47 encontram-se em processo de modernização, com término previsto para 2012. Onze unidades compradas da Jordânia devem passar por modificações ainda este ano. A previsão de desativação é até 2025.
A-1 (AMX)
A frota é de 54 aeronaves, sendo que 43 precisam passar por processos de modernização na Embraer para operarem. O programa foi afetado pelo cortes no Orçamento anunciados no início do ano.
Boeing KC-137 Stratoliner
Divide com outros modelos, como o Hércules, a responsabilidade pelo reabastecimento em voo das aeronaves de ataque e caça da FAB. Vida útil termina em 2014.
Atualizações previstas
Caças
O Plano de Defesa prevê a compra de 36 aeronaves ao custo de R$ 10 bilhões, devendo estender a aquisição para até 120 unidades em 20 anos.
A-29 (Super-Tucano)
A encomenda é para a formação da frota com 99 aeronaves, sendo que 78 já foram entregues.
Embraer KC-390
Avião de transporte, teve 28 unidades encomendadas à Embraer. O projeto foi imediatamente afetado pelos cortes orçamentários.
Contingente
Ampliação do corpo de militares de 67.442 para 80.937 até 2030.
MarinhaEsquadra atual
Submarinos classe Tikuna
Frota de uma embarcação, movida à energia diesel-elétrica, precisa passar por modernização.
Submarinos classe Tupi
Frota de quatro embarcações, movida à energia diesel-elétrica, precisam passar por modernização
Porta Aviões São Paulo
Passa ainda por um extenso processo de modernização que se arrasta por anos.
Caças Skyhawk
Os AF-1 estão sendo modernizados pela Embraer, assim a aeronave terá suas capacidades de combate atualizadas e a vida útil extendida.
Atualização prevista
Submarinos convencionais
Frota de quatro embarcações modelo Scorpène movida à energia diesel-elétrica.
A primeira seria entregue em 2015, mas o prazo deve ser adiado.
Submarino nuclear
Frota de uma embarcação modelo Scorpène, construída com reator brasileiro em casco de tecnologia francesa. Início das obras previsto para 2016 e conclusão para 2022.
A Marinha ainda ambiciona construir mais três embarcações até 2047.
Fragatas
Ainda sem definição, a Marinha esta estudando as opções para ampliar sua esquadra e moderniza-la, pois grande parte de sua esquadra esta obsoleto e no fim de sua vida operacional.
Contingente
Ampliação do corpo de militares de 59 mil para 80.507 até 2030.
Fonte: Correio Braziliense com adições do GeoPolítica Brasil
Technorati Marcas: ,,
Postar um comentário