Pesquisar este blog

domingo, 4 de dezembro de 2011

Irã diz que derrubou avião não-tripulado dos EUA em seu território

As Forças Armadas do Irã afirmaram neste domingo ter derrubado uma aeronave não-tripulada dos Estados Unidos que estaria espionando o leste do país.

O governo do Irã prometeu retaliar, caso ocorra nova violação do seu espaço aéreo. Segundo o Irã, o avião RQ-170 Sentinel sofreu danos menores e está agora sob controle das Forças Armadas.
Os Estados Unidos só reconheceram o uso desta aeronave - que não é detectada por radares - há dois anos. O Exército do Irã disse que sua resposta a violações americanas não ficarão confinadas ao território iraniano.
A aliança militar Otan no Afeganistão afirmou que a aeronave poderia ser uma que se perdeu na fronteira do país na semana passada.

http://www.bbc.co.uk/portuguese/ultimas_noticias/2011/12/111204_ira_drone_rn.shtml

TAMBÉM
Irão diz ter abatido avião de reconhecimento não tripulado americano
http://www.publico.pt/Mundo/irao-diz-ter-abatido-aviao-de-reconhecimento-nao-tripulado-americano-1523726

Uma fonte militar iraniana divulgou este domingo que o Irão abateu um avião não tripulado e não armado (um drone RQ-170) dos Estados Unidos.

A notícia foi avançada pela cadeia de televisão árabe Al Alam que, citando fontes o Estado Maior das Forças Armadas do Irão, acrescentou que o aparelho foi abatido "há algumas horas".
"As unidades de guerra electrónicas e anti-aéreas conseguiram derrubar um drone americano que violava ligeiramente a zona fronteiriça no Leste do país e puderam apoderar-se [do aparelho] uma vez que ficou pouco danificado", avançou também a agência noticiosa Fars.
Já em Junho o Governo iraniano tinha anunciado ter derrubado um drone americano "espião" que voava junto a uma central nuclear na sua província de Qom. O RQ-170 Sentinel é um aparelho de reconhecimento que voa a grande altitude. Este modelo é uma arma recente - foi apresentada em 2009 e só em 2010 a Força Aérea americana reconheceu estar a utilizá-lo em missões.
Os iranianos apressaram-se a anunciar ter conseguido reproduzir o modelo abatido em Junho. O próprio Presidente Mahmoud Ahmadinejad apresentou o aparelho iraniano numa cerimónia na universidade de tecnologia Malek-Ashtar de Teerão, porém não há certeza sobre a sua operacionalidade, como escrevia em Agosto de 2010 a revista Time.
O Governo dos EUA ainda não reagiu ao anuncio agora feito.
Quanto aos meios de comunicação ocidentais, estão a limitar-se a dar a notícia sem maiores comentários por duas razões: é preciso esperar a confirmação deste derrube; e o momento recomenda as maiores cautelas uma vez que, na última semana, as relações entre países da União Europeia (o Reino Unido no topo da lista) e Estados Unidos e o Irão azedaram devido a um relatório sobre o programa nuclear iraniano (e às suspeitas de uso militar desta energia) e aos ataques contra a embaixada britânica.
Postar um comentário