Pesquisar este blog

terça-feira, 24 de julho de 2012

Austeridade em Israel faz militar atear fogo ao próprio corpo

Os planos de austeridade do governo de Benjamin Netanyahu estão resultando em episódios extremos em Israel. Dois dias após um cidadão revoltado com os cortes em serviços de bem-estar social atear fogo a si próprio, um veterano do exército também decidiu se autoimolar e acabou com queimaduras em 80% do corpo.
De acordo com o jornal israelense Haaretz, a vítima, de 45 anos, derramou um galão de gasolina sobre si próprio em um terminal de ônibus próximo de Tel Aviv. Testemunhas alegam que, não fosse pelo intenso fluxo de pessoas que passam pelo local, não teria sido possível apagar o fogo e salvá-lo.
Uma das testemunhas disse que, ao ver que o que o homem derramava sobre o corpo era gaolina e não água, parou e correu pedindo para que ele não fizesse aquilo.  “Corri até meu carro para pegar um extintor. O fogo durou entre dois e dez segundos”, conta.
“As circunstâncias que o levaram a tomar essa atitude de desespero são de caráter financeiro”, alegou Dudi Gilboa, também veterano e amigo da vítima. Ele explica que seu colega “possui várias dificuldades financeiras” e que entrou em atritos com diversas autoridades responsáveis por programas de reabilitação de veteranos.
O primeiro israelense a optar por atear fogo ao próprio corpo como forma de chamar atenção para os diversos cortes em programas de bem-estar social no país foi Moshe Silman, de 57 anos. Após sua morte, Silman acabou convertido em um símbolo nacional da imensa desigualdade social que aflige Israel. Na última vez em que Israel calculou seu índice Gini, o país alcançou a marca dos 39,2 pontos e se aproximou de países como seu grande rival, o Irã.
Com sua morte, a família de Silman emitiu à imprensa um comunicado no qual pede que todos os que passam por problemas semelhantes não sigam seu exemplo.
http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/23185/austeridade+em+israel+faz+militar+atear+fogo+ao+proprio+corpo.shtml
Postar um comentário