Pesquisar este blog

sábado, 3 de novembro de 2012

China expulsa embarcações japonesas de águas de ilhas em disputa



 Opera Mundi

30/10/2012 - 08h46 | Agência Efe | Pequim
China expulsa embarcações japonesas de águas de ilhas em disputa
Pequim alerta que tomará medidas mais fortes se Tóquio mantiver sua atual postura no conflito pela soberania do arquipélago.
     Uma frota de vigilância chinesa expulsou nesta terça-feira (30/10) várias embarcações japonesas que "navegavam ilegalmente" em águas próximas às ilhas Diaoyu/Senkaku, que Pequim e Tóquio disputam, para "reiterar a soberania chinesa", informou a agência oficial Xinhua.
     Os navios japoneses foram interceptados por quatro embarcações chinesas que patrulham a zona há dias, disse a agência. O número de barcos expulsos não foi revelado e a forma pela qual a frota chinesa retirou as embarcações japonesas também permanece desconhecida.
      O vice-ministro chinês de Relações Exteriores, Zhang Zhijun, advertiu na sexta-feira (26/10) ao Japão de que "a única opção (da China) é tomar medidas mais fortes" se Tóquio mantiver sua atual postura no conflito pela soberania do arquipélago.
     "Enquanto a China continuar preocupada por sua soberania, seguirá mostrando ao Japão nossa forte determinação para defender as ilhas", afirmou o vice-ministro, que não especificou como isto seria feito.
     A tensão entre os dois países chegou a um ponto máximo nas últimas semanas em função da compra pelo Japão de três ilhotas, o que gerou manifestações violentas em várias cidades chinesas e a suspensão dos atos para lembrar o 40º aniversário do reinício da diplomacia bilateral.
      Neste contexto, dezenas de empresas japonesas decidiram paralisar sua atividade na China por medo de ataques.
     O governo da China assegura que o Japão, administrador de fato das Diaoyu/Senkaku (arquipélago desabitado onde acredita-se que podem existir reservas de petróleo), apropriou-se ilegalmente das ilhas durante a guerra sino-japonesa de 1894-95.
Postar um comentário