Pesquisar este blog

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Presidente Russo Garante Modernização das FA Russas

Angelo D. Nicolaci 09/05/11 13:35 – via Agência Reuters

O presidente russo, Dmitry Medvedev, marcou nesta segunda-feira o aniversário da vitória sobre a Alemanha nazista com a promessa de armar as tropas russas com o que há de mais moderno na indústria armamentista e pediu reformas em um setor militar marcado pelo desânimo e pelos equipamentos obsoletos.
Medvedev fez a promessa enquanto os maiores mísseis e melhores tanques russos passavam pela Praça Vermelha, em Moscou, para celebrar o 66o aniversário do fim da Segunda Guerra Mundial.
Especialistas dizem que a maioria dos armamentos russos são versões melhoradas de armas feitas há 20 anos. Embora seja o segundo maior exportador de armas do mundo, a falta de investimento e vontade política impediu que as Forças Armadas do próprio país ganhassem novos equipamentos.
"O Estado fará de tudo para que nossos soldados estejam bem equipados, para que a modernização das nossas forças armadas seja realizada ativamente e para que as tropas tenham a mais moderna tecnologia", afirmou Medvedev antes de um desfile onde 20 mil soldados saudaram a ele e ao primeiro-ministro, Vladimir Putin.
A celebração da rendição da Alemanha nazista é um elemento de orgulho soviético e russo desde o fim da Segunda Guerra Mundial, dando aos líderes uma chance de instigar o patriotismo e mostrar seu poderio militar em cerimônias anuais.
Em contraste com o corte orçamentário militar do Ocidente, Putin prometeu gastar 20 trilhões de rublos (718 bilhões de dólares) nos próximos dez anos para renovar os armamentos russos, incluindo novos submarinos, mísseis nucleares e sistemas de defesa aérea.
A Rússia está batalhando há anos para reformar suas Forças Armadas, marcadas pelo desânimo e pelas condições ruins de vida desde o fim da União Soviética, em 1991. Enquanto os russos esmagaram a Geórgia em uma guerra de cinco dias em 2008, o pequeno conflito expôs problemas técnicos e equipamentos obsoletos.
O feriado do Dia da Vitória, que marca o fim da Segunda Guerra Mundial, durante a qual a Rússia afirma que 27 milhões de cidadãos soviéticos morreram, é um dos mais sagrados da Rússia, e as unidades militares praticam por quase cinco meses para as celebrações.
Os armamentos à mostra nesta segunda-feira incluíram mísseis Topol, tanques T-90 e helicópteros militares.
Mas os equipamentos das Forças Armadas russas estão frequentemente atrasados tecnologicamente. "Esses sistemas foram desenvolvidos há 20 anos e são produzidos em quantidade minúscula hoje em dia", afirmou o especialista militar Alexander Golts em comentário recente.
Outras reformas militares, com o objetivo de aumentar o número de soldados profissionais, mudará a estrutura do Exército, pois uma queda na taxa de natalidade está diminuindo todos os anos o número de recrutas convocados para o serviço militar obrigatório.
Muitos jovens russos afirmam que pagam propinas de até 5.000 dólares para não precisar se alistar no serviço militar, conhecido pelas condições rígidas e pelo bullying endêmico. Medvedev prometeu aumentar o contingente profissional militar até o próximo ano.
O desfile desta segunda-feira em Moscou e em outros locais da Rússia deve custar cerca de 43 milhões de dólares.
Fonte: Reuters
iGoogle
Postar um comentário