Pesquisar este blog

sábado, 6 de agosto de 2011

EUA e Bahrein renovam pacto militar – Ag. Estado

Os governos dos Estados Unidos e do Bahrein renovaram por mais dez anos nesta sexta-feira um pacto militar por meio do qual as Forças Armadas norte-americanas têm garantia de acesso a bases no estratégico reino insular do Golfo Pérsico, confirmaram funcionários dos dois países em Washington.
A renovação do pacto militar, que também permite o armazenamento de equipamentos militares norte-americanos em solo bareinitas, ocorre apesar da violenta repressão da monarquia sunita da Bahrein a um levante popular por meio do qual a maioria xiita da população busca mais direitos e liberdade.
O acordo de defesa entre EUA e Bahrein foi assinado pela primeira vez 28 de outubro de 1991, sete meses depois da Guerra do Golfo, com duração de dez anos. O pacto foi renovado pela primeira vez em outubro de 2001, com a mesma duração, e volta a ser estendido agora, por mais dez anos.
O Bahrein é uma pequena nação insular situada no Golfo Pérsico, mas tem grande importância geopolítica. O país sedia a 5ª Frota da Marinha dos Estados Unidos e é constante foco de atrito entre potências regionais, como a Arábia Saudita e o Irã.
Centenas de manifestantes e mais de 70 profissionais da medicina foram presos durante a repressão aos protestos, iniciados em meio à série de levantes que se espalhou por diversos países do Oriente Médio e do norte da África e que já derrubaram ditaduras no Egito e na Tunísia.
Atualmente, 48 médicos e enfermeiras que trataram manifestantes doentes ou feridos na repressão foram acusados de crimes contra o Estado e estão sendo julgados.
O governo norte-americano chegou a criticar a repressão, conclamando a monarquia bareinita a negociar com os manifestantes e "atender às necessidades legítimas" do povo. As informações são da Dow Jones
Postar um comentário