Pesquisar este blog

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Em vídeo, chefe da Al Qaeda diz apoiar opositores na Síria

O chefe da organização terrrorista islâmica Al Qaeda, Ayman al Zawahiri, deu apoio aos opositores na Síria, em vídeo publicado em comunidades de militantes radicais na internet, revelou um centro de vigilância dos Estados Unidos.
No vídeo, com título de "Avante, leões da Síria", o líder do grupo acusa o regime do ditador Bashar al Assad de crimes contra seus cidadãos e saúda os rebeldes ao governo, segundo a entidade que revelou a existência das imagens.
A gravação, de oito minutos, Zawahiri se apresenta em frente a uma cortina verde e dá incentivo aos sírios a não confirar em governos ocidentais nem árabes. "Não dependam do Ocidente nem da Turquia, que tiveram contratos, acordos e negócios com esse regime durante décadas".
O líder pede aos muçulmanos de Turquia, Jordânia e Líbano que apoiem a rebelião e derrubem o regime atual, que é chamado de anti-islamista. "É um regime pernicioso e canceroso que sufoca a liberdade das pessoas na Síria, persegue e a solução é derrubá-lo".
Ele ainda incentiva os rebeldes sírios a estabelecer um Estado que defenda os países muçulmanos e liberem as colinas de Golã, que são ocupadas por Israel.
France Presse
Em vídeo, líder da Al Qaeda dá apoio a rebeldes na Síria contra regime de Bashar al Assad
Em vídeo, líder da Al Qaeda afirma que apoia rebeldes na Síria contra repressão de regime de Bashar al Assad
LIGA ÁRABE
A Liga Árabe estuda a proposta de retomar as missões de observadores na Síria em reunião de chanceleres dos 22 países neste domingo. A proposta será discutida na sede da organização, no Cairo, após a relatoria do projeto de seis Estados membros, de acordo com oficiais consultados pela agência de notícias Associated Press.
Segundo os representantes, o grupo de países poderia chamar grupos da oposição síria para fazer um movimento que pressionaria o regime de Bashar al Assad. No grupo, há países que fazem forte pressão ao ditador, como a Arábia Saudita e o Qatar.
Na quarta (8), o secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, afirmou que a organização estuda a possibilidade de uma missão conjunta, proposta pelo líder da Liga Árabe, Nabil Elaraby.
A Liga Árabe suspendeu a missão dos observadores em 28 de janeiro, após o aumento da violência nos protestos contra o governo sírio. Ban Ki-Moon afirmou que está disposto a ajudar, mas não tomou nenhuma decisão a respeito.
EMBAIXADAS
O governo de Bashar al Assad expulsou neste sábado os corpos diplomáticos de Líbia e Tunísia pela adoção de sanções e pelo discurso contra o regime.
Representantes das embaixadas dos países têm 72 horas para sair de Damasco. A medida foi tomada após a Tunísia e a Tunísia começarem o processo para expulsar o representante sírio em ambos países e não reconhecer o regime de Bashar al Assad como governo oficial.
FONTE: Folha de São Paulo http://www1.folha.uol.com.br/mundo/1047595-em-video-chefe-da-al-qaeda-diz-apoiar-opositores-na-siria.shtml
Postar um comentário