Pesquisar este blog

sábado, 30 de junho de 2012

Forças Armadas russas vão receber novos armamentos


     
     As empresas da indústria militar da Rússia exibiram os seus mais modernos desenvolvimentos no fórum Tecnologias na Indústria Mecânica – 2012 (TIM), que se realiza na cidade de Jukovski, na região de Moscou. Muitos destes modelos de armamentos e de material de guerra são fornecidos já hoje às Forças Armadas nacionais e é possível que sejam exportados.
     Hoje a indústria militar russa está em alta. É sabido que até ao ano de 2020 serão canalizados cerca de 20 trilhões de rublos, o que equivale a cerca de 700 bilhões de dólares para a modernização das Forças Armadas e da indústria militar da Rússia. Este setor da economia russa atravessou uma fase de queda brusca do número de encomendas por parte do Estado mas, há uns três ou quatro anos, começou a restabelecer-se, - aponta o diretor do Serviço Federal de Cooperação Técnico-Militar, Alexander Fomin.
     "O complexo da indústria militar da Rússia continua a concentração de tecnologias mais avançadas. A nossa indústria dispõe da reserva suficiente de solidez técnico-científica e continua a se desenvolver, utilizando novas tecnologias e novos materiais, incluindo os compósitos. Começamos a produzir muitos acessórios, incluindo acessórios para a indústria de aviação estrangeira, no quadro da cooperação internacional."
     Ao mesmo tempo, as Forças Armadas nacionais necessitam de alguns tipos de material de guerra especial. Uma das novidades do fórum foi o sistema automatizado de comando de tropas interarmas ao nível tático. Neste sistema são utilizados serviços de software totalmente novos, juntamente com meios de posicionamento global, o que permite determinar a localização exata dos alvos quer próprios, quer inimigos.
     Nesta exposição na cidade de Jukovski, um interesse especial dos especialistas e dos visitantes foi despertado pelos complexos de mísseis antiaéreos S-300 e Buk. Isso não é de se admirar pois atualmente no mundo cresce a demanda de sistemas russos de defesa antiaérea, - aponta Alexander Fomin.
      "Os últimos eventos no mundo com a utilização de diversos sistemas de combate demonstraram que, em primeiro lugar, são infligidos golpes aéreos, pois eles são os mais potentes e rápidos. É evidente que contra este instrumento de ataque é criado imediatamente um instrumento de defesa, isto é, complexos de mísseis aéreos de diversos tipos. A Rússia produz toda a variedade destes mísseis, - desde os portáteis e de curto raio de ação até aos médios e de grande alcance."
     Os complexos S-300 e S-400 já são uma arma regulamentar do Exército Russo. Em breve as Forças Armadas irão receber o sistema mais moderno da quinta geração, o S-500.
Fonte:  Voz da Rússia  http://portuguese.ruvr.ru/2012_06_29/material-belico-para-exercito-e-para-exportacao/
Fonte Imagem http://pbrasil.files.wordpress.com/2009/09/s400.jpg
Postar um comentário