Pesquisar este blog

domingo, 7 de outubro de 2012

Reparos no ‘INS Vikramaditya’ devem demorar até três meses - Via Poder Naval

 
Segundo declarações de um representante da United Shipbuilding Corporation (USC) ao portal Central Navy,  os trabalhos de reparo nas caldeiras danificadas do navio-aeródromo da Marinha indiana INS Vikramaditya, devem demorar entre dois e três meses. A USC É o conglomerado russo do setor naval, do qual faz parte o estaleiro Sevmash, responsável pela reforma do antigo porta-aviões da classe Kiev.
Para consertar três das oito caldeiras danificadas durante os testes do navio no Mar de Barents, em setembro passado, o estaleiro deve levar até três meses. Esse seria o tempo necessário para a substituição do isolamento térmico e dos componentes das caldeiras.
“É um prazo factível”, afirmou o representante da USC. “ Se não fosse o período de congelamento no Mar Branco, os testes seriam concluídos bem antes. Mas por conta desse congelamento, teremos que esperar até abril ou maio [de 2013]”.
Ao comentar sobre notícias divulgadas por diversos veículos acerca do atraso na entrega do Vikramaditya, o representante disse:
“O navio já passou por 90% dos testes. Apontar defeitos é justamente o propósito desses experimentos. E os testes de voo foram completamente bem-sucedidos, lembrando que esse é o aspecto mais importante de um navio-aeródromo. No ano que vem, a Marinha indiana receberá um navio completo e operacional. Ao contrário da China, que recentemente comissionou o Liaoning, que ainda levará cerca de cinco anos para ser efetivamente um navio de guerra”.
A fonte ainda declarou que:
“Todos os prazos para reparar os defeitos já foram acordados com nossos parceiros indianos. E a propósito, eles estão satisfeitos com a primeira fase das provas de mar. Alguns equipamentos importados se mostraram aquém do esperado, e substituir esses componentes também leva tempo. Os oficiais e especialistas da Marinha indiana não estão sendo tragedistas quanto a esse adiamento. Em muitos aspectos, o projeto desse navio-aeródromo é sofisticado e inovador tanto para os construtores como os operadores. Nós ganhamos experiência com esses testes passados, o estaleiro passará o inverno solucionando os problemas encontrados, e o porta-aviões certamente passará nos próximos testes. O principal é termos uma abordagem empresarial para lidar com esses problemas. E ambas as partes tês essa abordagem”.
De acordo com o cronograma original, o INS Vikramaditya, que vem sendo modernizado pelo estaleiro Sevmash desde 2004, deveria ser entregue em dezembro deste ano. As provas de mar haviam se iniciado em junho.
FONTE: Naval Today
Postar um comentário