Pesquisar este blog

sábado, 24 de novembro de 2012

Construtores navais russos dão nova vida a fragata indiana

Tarkash, marinha de guerra, India, Trikand
A Teg, a primeira fragata porta-mísseis construída na Rússia e entregue à Índia na primavera deste ano, já se encontra a cumprir missões da marinha indiana. Há um mês, ela realizou com sucesso, junto à costa de Goa, testes dos mísseis de cruzeiro supersónicos BrahMos. Na segunda fragata, a Tarkash, o pavilhão indiano foi içado no dia 9 de novembro. Também já foi entregue à marinha de guerra da Índia e irá prestar serviço a partir da base naval de Mumbai. A terceira, Trikand, está neste momento a efetuar experiências de cais.
Todos os marinheiros sabem que o lugar mais importante de qualquer navio é a cozinha. A primeira coisa que se fez na Trikand, que agora se encontra nos picadeiros da doca dos estaleiros Yantar, foi a cerimônia da adoração, a puja. Os marinheiros indianos, tal como os russos, não admitem mulheres a bordo dos seus navios. No entanto, segundo a tradição indiana a puja é realizada pelas mulheres. Assim, se teve de convidar a bordo de um navio de guerra uma das funcionárias dos estaleiros Yantar.
O fogo, que circulou pelos espaços da cozinha, e o incenso não são apenas a cerimônia da purificação dos espíritos malígnos. São também uma etapa importante na criação do navio. Tanto os construtores navais como os marinheiros acreditam piamente que é a partir da benção da cozinha que começa a verdadeira vida do navio.
Depois da realização da cerimônia, todos foram convidados a disfrutar das iguarías tradicionais indianas Mithai, preparadas pela esposa de um dos marinheiros indianos. No dia do início das provas de mar da fragata Trikand, os cozinheiros prometeram mimar os convidados com outras especialidades culinárias. Falta esperar muito pouco tempo, a entrega da Trikand à marinha de guerra da Índia está planejada para o próximo ano.
Postar um comentário