Pesquisar este blog

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Termina a Campanha Presidencial de 2010

Finalmente chegou ao fim a longa campanha presidencial de 2010, que sem se declarar como tal, começou a pelo menos dois anos, quando o presidente Lula começou a trabalhar pela candidatura de Dilma Roussef.  Se foi a mais longa, é difícil de dizer, pois via de regra as campanhas sucessórias vão se insinuando no noticiário político lá pelo meio dos mandatos.
Campanha que foi marcada por um lado pela mediocridade das propostas dos candidatos - na maioria mais afeitas a municípios que à nação - e por outro pela permanente agressão entre eles, com denúnicas e calúnias de toda a ordem.
Mas é importante notar, como assinala Lúcia Hipólitho, que este é um momento marcante, pois desde a República Velha não existia uma sequência de três presidentes eleitos popularmente e que passavam o poder a outro eleito nas mesmas condições.
Epitácio Pessoa entregou o poder a Arthur Bernardes que, por sua vez repassou paraWashington Luís.  Veio Getúlio e ficou 15 anos no poder sem ser eleito.
Dutra passou para Vargas que se matou.  Café Filho, Carlos Luz e Nereu Ramos não foram eleitos para o cargo.  Juscelino entregou para Jânio, que renúnciou e veio Jango, que não terminou o mandato.  Nos governos militares, nenhum general foi eleito diretamente.  Com a eleição de Tancredo (indireta), o regime militar se encerrou e Sarney é que assumiu com a morte do titular.  Collor foi eleito mas quem completou o governo foi Itamar, que não foi eleito por voto popular (era vice de Collor).  Fernando Henrique e Lula foram governantes eleitos mas com 2 mandatos sucessivos cada um.
Portanto, só agora teremos três presidentes seguidos eleitos por voto popular desde os anos de 1920!
De Fernando Henrique para Lula, e deste para Dilma ou Serra, temos algo que nenhum brasileiro viu nos últimos 84 anos. 
Isso é motivo de louvor!!!

--
_____________________________
http://claudiouff.blogspot.com
http://profclaudio.wordpress.com
Postar um comentário